15 Curiosidades sobre Mercedes Benz

Sendo um dos maiores fabricantes mundiais de automóveis, a família Mercedes-Benz (do grupo Daimler) encerra múltiplas curiosidades, em capítulos tão diferentes como a conceção, tecnologia de equipamento ou níveis de produção.

Conheça 15 curiosidades sobre a marca alemã:

1 O CLA tem um recorde mundial de aerodinâmica?

Em 2013, o Coupé de quatro portas estabeleceu um novo recorde com um valor Cd de 0,23 – não só dentro da gama de modelos Mercedes, mas também entre todos os veículos de produção em série. As boas características de fluxo de ar resultam de inúmeras medidas de otimização aerodinâmica, incluindo spoilers das rodas, patenteados e incluídos nos próprios arcos das rodas, que foram desenvolvidos com a ajuda de cálculos de fluxo.

2 O sistema Active Brake Assist reduziu as colisões traseiras graves em 30%

Quando foi lançado em 2011, o Classe B foi o primeiro veículo a apresentar o então chamado COLLISION PREVENTION ASSIST, um sistema de assistência de segurança baseado num radar que detetava a aproximação do veículo e ativava a travagem de forma automática. Para chegar à versão final do sistema, o departamento de pesquisa de acidentes da Mercedes-Benz avaliou os dados fornecidos pelo Observatório Federal de Estatísticas e simulou, em 2014, digitalmente, os dados de acidentes.

3 A fábrica da Mercedes-Benz Rastatt comemora o seu 25º aniversário em 2017

A Classe E foi o primeiro modelo a ser produzido na fábrica de Rastatt (Alemanha). O Classe A seguiu-lhe o exemplo em 1997, sendo, por isso, o centro histórico de um automóvel que rapidamente se tornou num sucesso de vendas. Rastatt é agora a principal linha de produção fabril para os modelos compactos da Mercedes-Benz e deverá ser de lá que sairá também a próxima geração de modelos compactos.

4 A força de trabalho da divisão de Hedelfingen da fábrica de componentes da Mercedes-Benz de Untertürkheim (Alemanha) tinha produzido um milhão de transmissões de dupla embraiagem a 21 de junho de 2016

A secção de Hedelfingen produziu a primeira transmissão 7G-DCT em 2011. A fábrica da Mercedes-Benz, sedeada em Untertürkheim, conta com mais de 110 anos de experiência e é a unidade de produção líder na produção de unidades motrizes da marca. Com mais de 19 mil trabalhadores, a fábrica produz motores, eixos, transmissões e diversos outros componentes.

5 O sistema dos faróis LED High Performance suaviza a pressão sobre os olhos do condutor

Isso acontece porque a temperatura da cor é mais aproximada da luz natural do dia do que a emanada pelos faróis de xénon, por exemplo. Os faróis dianteiros de 34 watts com tecnologia LED High Performance também têm um consumo de energia inferior, consumindo cerca de menos 60 por cento face aos de xénon e 70 por cento relativamente aos de halogéneo. Após o facelift de alguns modelos, os faróis LED High Performance estão disponíveis como equipamento opcional para todos os Mercedes-Benz compactos, com motor a gasolina ou diesel.

6 A suspensão com Adaptive Damping System (extra opcional) foi desenvolvida com a ajuda de testes virtuais, entre outras coisas

Antes de os protótipos estarem disponíveis, os especialistas da suspensão da Mercedes-Benz combinaram no seu simulador (no centro de desenvolvimento em Sindelfingen) dados das rotas programadas para os testes de “vida real” dos veículos com dados da suspensão do sistema de amortecimento adaptativo do Classe A. Desta forma, foi possível realizar testes virtuais com a nova suspensão nos dois bancos do simulador, numa fase inicial do processo de desenvolvimento, antes de se iniciar o usual programa de teste intensivo na estrada.

7 O Classe B foi concebido para sistemas de condução alternativos desde o início graças ao conceito modular “ENERGY SPACE”

Vários pontos de ligação na carroçaria do Classe B tornam possível modificar o seu chão para que o modelo possa receber unidades de propulsão alternativas e explorar o uso do duplo chão por baixo dos bancos traseiros. Este “sub-chão” abriga um grande ou dois pequenos depósitos de combustíveis de gás natural, no caso do Classe B 200 c ou a bateria de lítio-íon do Classe B 250 e. Devido a este inteligente método de armazenamento, o modelo de cinco lugares conseguiu manter o seu generoso compartimento de bagagens e a função para o qual foi inicialmente pensado, com as versões alternativas a poderem ser produzidas juntamente com as versões a gasolina ou diesel do Classe B.

8 Os modelos compactos incorporam tecnologia de motor que equipa o Classe S

O pacote de tecnologia integrado nos motores a gasolina de quatro cilindros Mercedes-Benz que equipam as viaturas compactas inclui uma série de novas evoluções. Entre elas, destaque para a injeção direta de terceira geração, com tecnologia de injeção piezoelétrica de alta precisão com múltipla injeção, que foi introduzida para os motores V6 e V8 do Mercedes-Benz Classe S em 2010 e está agora disponível nos modelos compactos pela primeira vez.

9 A amplitude de potência dos motores dos modelos compactos da Mercedes-Benz (entre térmicos, a gás e elétricos) é de 291 Cv

O mínimo de potência que o motor acoplado a um compacto da Mercedes-Benz tem para oferecer é de 90 Cv, enquanto o máximo é de 381 Cv. Esta última potência é extraída do motor turbo 2.0 litros que equipa os modelos Mercedes-AMG, naquele que é o motor produzido em série de quatro cilindros mais potente do mundo, com a incrível potência de 190,5 Cv/litro!

10 Cerca de 180.000 clientes visitam a fábrica de Rastatt todos os anos

Vão lá para participar numa das 2500 visitas guiadas à fábrica ou levantar seus novos veículos (cerca de 250 por dia). O último grande motivo para a visita é a realização de um curso de Off Road intitulado “A-Rock”, feito numa área de 10,000 m2, onde os participantes põem à prova as capacidades dos Mercedes-Benz que vão levantar e dos seus sistemas eletrónicos de assistência à condução, num percurso que inclui uma área com inclinações ascendentes de 60 por cento e descendentes de 70 por cento.

11 Os modelos 4MATIC na família dos compactos da Mercedes-Benz têm todos transmissão automática de sete velocidades de dupla embraiagem, 7G-DCT

O fluxo de potência para o eixo traseiro é fornecido por uma unidade de potência compacta (PTU), totalmente integrada na transmissão principal, através do uso de lubrificante do circuito de óleo desta. Esta configuração origina vantagens de peso substanciais face aos sistemas concorrentes que ramificam a energia por meio de um componente adicional com o seu próprio circuito de óleo. A dupla embraiagem hidráulica, integrada na unidade do eixo traseiro é responsável pela variação na distribuição do binário.

12 Um novo conceito de logística foi implementado na unidade de produção de Kecskemét em 2016

A transformação digital foi parte do desenvolvimento desta unidade de produção. Já não há prateleiras com peças e caixas na linha de produção. Veículos especiais (AGV’s) guiam automaticamente as peças da zona de armazenamento, no centro de logística, para a linha de produção. Depois, a equipa de profissionais, nas diversas estações da linha, vai recolhendo as peças e instalando-as nos veículos.

13 A Classe B foi o primeiro veículo do seu segmento a oferecer o sistema preventivo de proteção dos ocupantes PRE-SAFE® quando o carro foi lançado em 2011

As principais características do sistema PRE-SAFE® incluem o tensionamento da correia do cinto de segurança, fecho das janelas laterais e do teto de abrir no caso dos sensores do sistema detetarem aquilo que chamam “dinâmica lateral crítica”, para além de fazerem ajustes ao banco elétrico do passageiro da frente dianteiro equipado com memória para maximizar a eficácia da retenção do sistema. O sistema PRE-SAFE® é geralmente ativado em situações de pressão longitudinal e lateral crítica, mas também pode ser ativado quando intervêm determinadas funções de sistemas de segurança.

14 O sistema de deteção e alerta de sonolência ATTENTION ASSIST montado de série nos veículos de classe compacta regista mais de 70 parâmetros

Esta monitorização contínua é necessária para registar a transição da vigília para a sonolência, e para avisar o condutor em tempo útil. Com base nestes dados, o sistema ATTENTION ASSIST calcula um perfil de condutor individual durante os primeiros minutos de cada viagem. Este perfil é então comparado com os dados que o sensor está a registar então e com a tipo de condução predominante do condutor, tudo através da unidade de controlo eletrónico do automóvel. Além da velocidade e da aceleração longitudinal e lateral, o sistema da Mercedes-Benz também deteta ativações de pedais e indicadores de mudança de direção, bem como determinadas ações de comando e influências externas, tais como ventos cruzados ou superfícies de estrada irregulares.

15 O motor 2.0 litros, de quatro cilindros turbo, que equipa os modelos compactos da Mercedes-AMG é montado à mão

A montagem decorre em Kölleda, a fábrica de motores da Mercedes-AMG, que começou a produzir motores para a divisão desportiva da Mercedes-Benz em 2013. Estes propulsores são montados de acordo com a tradicional filosofia de AMG “um homem, um motor”, onde quem é responsável pela montagem do motor também o assina.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *